Londrina tem recorde de novos casos de Covid

Publicado por

Com atualização de 537 registros da última quarta-feira, média móvel diária é de 227, a maior desde o início da pandemia

Nelson Bortolin

Londrina registrou nesta sexta-feira (11) 229 novos casos de Covid-19, terceiro maior número desde o início da pandemia. A cidade só teve mais registros no dia 25 de novembro (238) e no dia 22 de setembro (291).

Na última quarta-feira (9), haviam sido registrados 613 novos casos, mas 537 deles se referem a um período de 25 dias anteriores que não haviam sido contabilizados, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, por problemas no sistema do Ministério da Saúde.

Considerando esses 613 casos, Londrina registrou nesta sexta-feira a maior média diária de novos casos desde o início da pandemia: 227. A Prefeitura, no entanto, não está considerando esses números, fazendo com que a média móvel diária – que é a soma dos casos dos últimos sete dias dividida por sete – caia para 150.

A Lume questionou a Secretaria sobre essa diferença, mas ainda não obteve resposta.

Nesta sexta-feira, mais duas pessoas morreram pela Covid-19 na cidade. Foram dois homens, de 81 e 82 anos de idade. Agora a cidade acumula 374 óbitos desde o início da pandemia.

A média móvel diária de mortes é de 1,9, bem inferior ao recorde de 4 mortes registradas em 11 de setembro.

Havia 107 pessoas internadas em Londrina com a doença, sendo 54 em UTIs.

As estatísticas mostram que a pandemia na cidade vem crescendo em maior velocidade que na média nacional. Em 10 de maio, o número de casos por milhão de habitantes em Londrina (196) era apenas 26% da média nacional (742). Essa proporção foi crescendo ininterruptamente chegando a 93% nesta sexta-feira. A cidade tem 30.172 casos por milhão de habitantes enquanto o País registra 32.271 casos por milhão de habitantes.

Sobre o aumento do número de novos casos, o secretário da Saúde, Felippe Machado, disse que se trata de um “processo dinâmico”. “É natural que os números tenham essa oscilação de acordo com a disponibilização dos resultados por parte dos laboratórios”, afirmou ele por meio da assessoria de imprensa.

O secretário reforça o alerta à população de que é preciso redobrar os cuidados: usar máscara, álcool em gel, procurar ficar sempre em lugares bem arejados e ventilados e evitar as aglomerações e festas.

Deixe uma resposta