Medidas restritivas anunciadas pela Prefeitura passam a valer na sexta-feira

Publicado por

Cancelamento do Carnaval, fechamento de bares, ‘lei seca’ e proibição de reuniões familiares visam conter o avanço da covid-19

Da Redação

Foto em destaque: Emerson Dias (NCom)

Com a oferta de leitos exclusivos para covid-19 no limite em Londrina, a prefeitura anunciou novas medidas restritivas que vão vigorar a partir da próxima sexta-feira (12) até o dia 18, período em que se comemoraria o Carnaval. A festividades foram canceladas e fica proibido qualquer tipo de reunião ou confraternização com mais de 10 pessoas. Bares devem ficar fechados e volta a vigorar, nesse período, a “lei seca”, que proíbe o consumo de bebidas alcóolicas em estabelecimentos comerciais e públicos.

As medidas foram anunciadas hoje pelo prefeito Marcelo Belinati junto com outros prefeitos de cidades da região que acompanharão as medidas – Ailton Maistro, de Rolândia, e Conrado cheller, de Cambé. Ibiporã também vai adotar as medidas restritivas.

Maior controle nas cidades da região deve colaborar para desafogar o sistema de saúde em Londrina, referência regional. Dentre os mais de 8 mil pacientes com suspeita e confirmação de covid-19 atendidos pelo Hospital Universitário desde o início da pandemia, por exemplo, 33% são de outros municípios.

Hoje a ocupação na enfermaria covid-19 do HU era de 110%, enquanto nos leitos de UTI era de 95%. Todos estes pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Além dos leitos de UTI no HU, outros 40 contratados pela prefeitura no Hospital do Coração estão disponíveis.

Nos hospitais que prestam atendimento a convênios a situação não era mais confortável hoje. O Hospital Evangélico, por exemplo, tinha 100% dos seus leitos de enfermaria e UTI dedicados a covid ocupados.

Outras medidas

O decreto 156/2021 também proíbe a realização e prática de esportes coletivos em locais públicos ou particulares, ainda que em clubes, condomínios e complexos esportivos. A fim de diminuir a circulação de pessoas fica decretado ponto facultativo nas repartições públicas nos dias 15 e 16 de fevereiro, e até o meio-dia do dia 17.

O descumprimento das medidas impostas pode acarretar em interdições e multas, conforme decretos anteriores.

Números

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde Londrina registrou hoje 141 novos casos de covid-19, totalizando 33.094 desde o início da pandemia. Foram 4 novos óbitos, de três mulheres e um homem com idades entre 66 e 78 anos. Agora são 609 mortes.

Os casos ativos são 437, sendo que 330 pacientes estão em isolamento domiciliar e 107 internados (43 em UTI e 64 em enfermaria). Vale lembrar que esse número de internados leva em conta apenas londrinenses, enquanto que a ocupação total dos leitos considera todos os internados, independentemente do município de residência.

Deixe uma resposta