HU esclarece infecções por covid entre funcionários vacinados

Publicado por

Cartaz de campanha interna causa questionamentos quanto à eficácia das vacinas, mas hospital informa que todos os casos foram leves

Cecília França

Circula nas redes sociais um cartaz de autoria do Hospital Universitário (HU) de Londrina com números de infecções ou reinfecções por covid-19 entre seus funcionários, todos já imunizados. Foram 53 casos apenas no mês de maio, sendo dois funcionários da limpeza, sete internos, oito residentes e 36 profissionais da saúde. O texto aponta que 31 deles já haviam recebido as duas doses da Coronavac e 11 as duas doses da AstraZeneca. Outros dois haviam tomado apenas a primeira dose do mesmo imunizante. Os outros nove casos não estão especificados e a assessoria do HU não respondeu à reportagem até o fechamento da matéria.

Embora a informação pareça desqualificar a eficácia das vacinas, o HU informa, em nota, que todos esses 53 casos foram leves, sem necessidade de internação em UTIs ou óbitos. “As vacinas protegem parcialmente contra casos de infecção, mas tem alta proteção contra casos graves”, reforça a nota do hospital.

A campanha ressalta que mesmo vacinada uma pessoa pode contrair o vírus, mesmo em casos de reinfecção, e passar para terceiros. O HU lembra que, embora o índice de imunização entre os funcionários seja alto, o índice entre a população em geral ainda é baixo, o que facilita a circulação do vírus.

“A taxa de imunização do estado ainda é baixa, pouco mais de 11% com as 2 doses, então o vírus ainda encontra muito espaço para circular; Para controle efetivo da pandemia, especialistas reforçam a necessidade de 75% da população imunizada”, pontua.

Apesar da campanha ter causado “mal entendido”, o HU explica que o objetivo é mostrar que os cuidados precisam ser mantidos por todos, uma vez que o aumento nos casos não é exclusividade do hospital, mas reflexo dos índices do município. Londrina registrou na última semana recordes de novos casos e de casos ativos de covid-19.

“A campanha reforça que não é hora de ‘baixar a guarda’ e que precisa manter os cuidados de prevenção e não aglomeração, mesmo entre os vacinados. Esses dados foram divulgados em rede social. E apesar de terem sido produzidas duas folhas de cartazes, apenas a metade foi exposta. Dessa forma, não foram divulgadas as medidas de prevenção, que eram a mensagem principal”, explica a instituição.

A campanha não foi produzida pelo departamento de comunicação, mas sim Divisão de Assistência à Saúde da Comunidade (DASC), da UEL, e pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do HU. Confira abaixo os cartazes que reforçam a necessidade de uso da máscara, higienização das mãos e distanciamento social:

Nesta quarta Londrina registrou mais 9 óbitos por covid-19, totalizando 1.599. Até o momento, 169.533 pessoas receberam a primeira dose de algum dos imunizantes e outras 86.243 as duas doses.

Deixe uma resposta