Cesta básica volta a custar R$ 500 em Londrina

Publicado por

Itens básicos para alimentar uma pessoa comprometeram 45,4% do salário mínimo em julho

Cecília França

O custo da cesta básica para uma pessoa em Londrina voltou a bater R$ 500 em julho, segundo pesquisa mensal da inflação feita pelo Núcleo de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Nupea). A cesta só havia atingido esse valor em dezembro de 2020, quando custou R$ 505. Em janeiro de 2021, registrou-se o custo recorde de R$ 506 e, após, quedas sequenciais em fevereiro e março. Em abril, porém, o custo da cesta voltou a subir.

Os produtos com maior impacto no aumento de julho foram batata (43%), banana (32,1%) e tomate (23,7%). O economista responsável pela pesquisa, Marcos Rambalducci, diz que o comportamento foi atípico. “Era sim esperada uma alta, mas não nestes produtos. Acompanhando a sequência de preços ao longo dos anos, a alta deveria ser motivada pela carne e leite, dois produtos que tiveram comportamento atípico em julho”, detalha.

A carne registrou leve queda, de -1,07% e o leite de -2,6%. Outros produtos que tiveram queda foram arroz (-2,5%), farinha (-4,6%) e feijão (-4,9%). Tiveram aumento, além dos três itens já citados, café (8,1%), margarina (7,9%), óleo (3,2%), açúcar (1,9%) e pão (1,7%). Para uma família de quatro pessoas, o custo da cesta em julho foi de R$ 1.501,93.

Rambalducci diz que a redução dos preços do leite e da carne não devem se repetir no próximo mês. “Deveremos ter novo impacto de aumento em função das perdas provocadas pelo frio mais acentuado deste inverno”, calcula.

A cesta básica consumiu nada menos que 45,4% do salário mínimo nacional no mês de julho.

Deixe uma resposta