Suspensa aplicação de primeiras doses em Londrina

Publicado por

Decisão da Prefeitura se deve ao bloqueio de 12 milhões de vacinas da Coronavac determinado pela Anvisa em todo o País

Nelson Bortolin

Foto: CDC/Unsplash

A Secretaria Municipal da Saúde suspendeu nesta segunda-feira (6) a aplicação de primeiras doses de vacina contra a covid para pessoas de 21 anos ou mais. Cerca de 11 mil cadastros de londrinenses que haviam agendado a vacina ou que já poderiam agendá-la agora terão de esperar pela chegada de novos lotes. O motivo é a suspensão pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de cerca de 12 milhões de doses da Coronavac que foram importadas prontas da China e envasadas em fábricas não inspecionadas pelo órgão.

Parte das vacinas, no entanto, já foram aplicadas.

O secretário da Saúde, Felippe Machado, convocou entrevista coletiva na qual contou que 53 pessoas de Londrina já haviam sido vacinas com doses referentes aos lotes suspenso e que elas serão monitoradas pelo Município. “Não identificamos nenhuma reação adversa (as vacinas foram aplicadas no final de julho) mas vamos fazer contato telefônico com todas as pessoas e monitorá-las”, disse.

Machado ressalta que não há motivos para alarmismo. Que não foi comprovado nada de errado com as vacinas. E que a suspensão é mais uma precaução da Anvisa que só libera doses feitas em fábricas inspecionadas. O secretário também afirmou que provavelmente, após a inspeção na China, as doses sejam liberadas novamente.

A aplicação da segunda dose prossegue normalmente durante a semana, de acordo com Machado. Ele acredita que a cidade vai receber mais vacinas nos próximos dias e que a aplicação das primeiras doses será retomada em breve.

Durante a entrevista, o secretário comentou as denúncias de festas clandestinas na cidade. “As pessoas precisam entender que a pandemia não acabou ese conscientizar da importância de cada um fazer sua parte (no combate ao coronavírus).”

QUASE 2 MIL MORTOS

Os números de novos casos covid-19 estão em alta em Londrina. Neste domingo (5), a média móvel de novos casos – total de novos casos nos últimos sete dias dividido por sete – foi de 255. E a média móvel diária de mortes, de 4.

Havia 104 pessoas internadas, sendo 56 em UTIs.

O número total de mortos desde o início da pandemia se aproxima de 2.000. Neste domingo, eram 1.993.

MÉDIA MÓVEL DE NOVOS CASOS

MÉDIA MÓVEL DE MORTES

Deixe uma resposta