Perícia comprova diferenças entre assaltante e Waldecir, preso pelo roubo

Publicado por

Perito destaca diferenças de altura e porte físico em análise contratada pela família

Cecília França

Uma perícia particular contratada pela família de Waldecir Gaspar, 60, identificou grande diferença de porte físico entre ele e o assaltante que roubou uma loja em Arapongas, norte do Paraná, em 27 maio de 2020. Após confronto das imagens dos dois homens, o laudo pericial conclui ser “muita baixa a probabilidade de tratar-se da mesma pessoa”. Waldecir está preso há mais de 1 ano pelo crime, como mostramos aqui.

A análise do perito forense Duílio Gagliardi Rolandi tem como bases imagens do assaltante, captadas por câmeras de segurança do entorno das Lojas Pernambucanas; fotos de Waldecir cedidas pela filha, Andréia Gaspar; imagens de câmera de segurança que, supostamente, mostram Waldecir em uma rua de Londrina no horário do crime e outra foto da medição dele feita pela unidade prisional. Esta aponta quase 1,80m como sendo sua altura.

Por meio de metodologia técnica, o laudo conclui que o assaltante mede entre 1,65 e 1,70m, bem abaixo da estatura de Waldecir. O perito também aponta para uma clara diferença no tamanho dos calçados dos dois homens.

Duas das fotos comparadas na perícia

O laudo também comparou dois veículos, o utilizado pelos assaltantes para a fuga e o ocupado por Waldecir no dia em que esteve em Arapongas. Tratam-se de dois veículos Toyota Corolla, porém, com evidentes diferenças no design, como no desenho das rodas e ausência de antena.

O laudo pericial será juntado ao recurso da defesa, que busca a soltura de Waldecir no Superior Tribunal de Justiça (STJ), após negativas nas duas primeiras instâncias.

Entenda todo o caso nesta matéria.

Deixe uma resposta