Após postagem de pe. Lancellotti, internautas reagem a faixa contra esmola na rodoviária

Publicado por

Faixa existe há anos, mas chamou a atenção após receber críticas do sacerdote, notório apoiador da população de rua

Cecília França

Foto em destaque: Isaac Fontana

Mais uma vez o padre Júlio Lancellotti, notório apoiador da população em situação de rua em São Paulo, chama a atenção para Londrina. Ontem (25) ele postou a foto de uma faixa instalada na rodoviária com os dizeres: “Não dê esmola. A esmola incentiva a permanência nas ruas, e o uso abusivo de álcool e outras drogas”. A postagem da foto foi acompanhada da legenda: “Rodoviária de Londrina! Aporofobia em ação”.

Aporofobia consiste no medo, aversão aos pobres e à pobreza. Nas redes sociais, muitos londrinenses comentaram a publicação concordando com Lancellotti e repudiando a faixa. “Mais uma vergonha de Londrina”; “Quem apoia uma atrocidade dessa não sabe o que é passar fome”; “Cada vez pior essa cidade”.

O fotojornalista Isaac Fontana foi até a rodoviária na noite de ontem (25) fazer o registro e, em sua postagem, reiterou a concepção do padre Lancellotti. “Aporofobia. Bem vindo a Londrina”, escreveu.

A faixa não é nova, está há 3 anos no interior do terminal. Há três delas espalhadas em pontos estratégicos de circulação de pessoas. A professora Maria Moreira contou à Lume que assim que tomou conhecimento dela fez contato com a administração do terminal.

“Enviei mensagem questionando o conteúdo e os erros de português”, diz, acrescentando que nunca recebeu retorno da relcamação. O fotógrafo Lunartty Souta, autor do projeto “Diário da Rua”, contesta a ideia de que pedir esmolas é fácil.

“No contexto geral, as pessoas imaginam que é muito fácil pedir esmola. E não é, exige muita coragem”, opina. Souta convive há seis anos com pessoas em situação de rua na Praça Dom Pedro I. Por meio do “Diário da Rua” conta que aprendeu muito e acredita estar impactando a vida dessas pessoas de forma positiva.

“Aprendi muita coisa, e uma delas é isso, que mangear (pedir esmola ) não é nada fácil, muitas vezes é a cachaça que dá a coragem. Todo mundo deveria fazer um teste: fique 5 minutos no semáforo. Aí tirar suas conclusões se é fácil ou não”, orienta.

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), responsável pela administraçaõ do terminal rodoviário, informa, por meio da assessoria, que a faixa consiste em uma campanha elaborada junto com a Secretaria de Assistência Social.

A Lume buscou mais informações sobre a elaboração da campanha junto à assessoria da prefeitura e aguarda retorno.

Um comentário

Deixe uma resposta