Londrina busca 33,6 mil pessoas com vacina atrasada

Publicado por

Prefeitura teve de montar equipe de servidores para atuar exclusivamente na tarefa

Nelson Bortolin

Foto: Isaac Fontana

A queda vertiginosa no número de novos casos e de mortes por covid-19 levou a população a relaxar nas medidas de proteção contra a doença. Muita gente está deixando de completar o esquema de imunização. Em Londrina, segundo a Prefeitura, 33.690 estão com doses atrasadas da vacina. A Secretaria de Saúde teve de treinar uma equipe para buscar esses londrinenses via WhatsApp e convencê-los a voltar aos postos para tomar as injeções.

O secretário de Saúde, Felippe Machado, explicou que 12 servidores municipais passam a se dedicar exclusivamente a essa função. São duas equipes de seis pessoas que vão trabalhar das 8 às 20 horas para tentar agendar as vacinas.

De acordo com o Município, os cidadãos mais jovens, de 18 a 30 anos, formam a maioria dos que deixaram de buscar a segunda dose ou dose de reforço. São 14.525 nesta faixa etária. Depois, vêm as pessoas entre 31 e 45 anos (8.005), 12 a 17 anos (6.474), 46 a 60 anos (3.385). Há também 61 idosos com esquema vacinal incompleto.

NÚMEROS

Nesta quarta-feira (15), Londrina não registrou mortes por covid-19, segundo o boletim da Prefeitura. E o número de novos casos foi de apenas sete. A média diária de mortes – número de mortes nos últimos sete dias dividida por sete – é de 0,4. Essa média já esteve em 12,1 em março deste ano. Já a média diária de novos casos é de 6. Esse indicador já chegou a 410, em junho.

Havia 9 pessoas internadas com a doença na cidade nesta quarta-feira, sendo 7 em UTIs e 2 em enfermarias. No pico da pandemia, os hospitais londrinenses já tiveram 293 internados, sendo 157 em UTIs, no mês de junho.

VACINAS

Em Londrina 69% da população já tomaram primeira e segunda doses da vacina. São 394,6 mil para uma população estimada em 575,3 mil. Quando se conta apenas a primeira dose, são 77% da população vacinada (444,9 mil). Já a terceira dose foi aplicada em 76,3 mil londrinenses, ou 13% do total.

MÉDIA MÓVEL DE MORTES POR COVID

MÉDIA MÓVEL DE NOVOS CASOS DE COVID

NÚMERO DE INTERNADOS (UTI E ENFERMARIA)

NÚMERO DE INTERNADOS SÓ EM UTI

Deixe uma resposta