90% dos internados em UTIs do HU não se vacinaram ou têm vacinação incompleta

Publicado por

65% das pessoas que ocupam as UTIs do hospital têm mais de 60 anos e comorbidades

Nelson Bortolin

Foto em destaque: Divulgação/HU

Entre os pacientes internados com covid-19 em enfermarias e UTIs do Hospital Universitário da Universidade Estadual de Londrina (UEL), 30% não tomaram nenhuma dose da vacina e 48% não completaram a vacinação (três doses). Esses dois grupos somam 78% do total.

Quando analisados apenas os doentes mais graves das UTIs, 90% não se vacinaram ou não estão completamente vacinados. A maioria dos pacientes de UTI (65%) têm mais de 60 anos e contam com comorbidades.

O HU dispõe de 146 leitos exclusivos para a covid, sendo 91 de enfermarias, 50 de UTI adulto e 5 de UTI pediátrica. Todos os de enfermarias e 30% dos de UTI para adultos estão ocupados. A ocupação da UTI para crianças é de 40%.

As informações são do Núcleo de Epidemiologia do hospital. “Esses dados demonstram a importância e a eficácia da vacinação contra a covid-19, considerando todas as doses preconizadas. A vacina demonstra ser uma ferramenta essencial ao combate contra o Coronavírus”, afirma por meio da assessoria de imprensa a coordenadora médica do núcleo, Danielle Ruiz Miyazawa Ferreira.

UTIs: os números da covid em Londrina

O número de novos casos de covid-19 em Londrina segue em curva ascendente. Nunca houve tantas pessoas positivadas na cidade em toda pandemia.

Nesta terça-feira (1), foram 875 testes positivos para o novo coronavírus, resultando na média diária móvel de 691 casos. Essa média é a soma dos casos em sete dias dividida por sete.

O número é 68% maior que o de 12 de junho do ano passado, no auge da pandemia. Naquele dia, a média móvel era de 410 novos casos.

As mortes, no entanto, estão num nível muito mais baixo. Nesta terça-feira, a média móvel diária de mortes era de 2,3 e já chegou a 12,1 em 27 de março de 2021.

As internações também seguem bem abaixo do pico da pandemia do ano passado. Havia 293 londrinenses internados no dia 3 de junho de 2021. Agora são 71. Havia 157 londrinenses em UTI no dia 2 de junho de 2021. Agora são 23.

Leia também:

Londrina busca 33,6 mil pessoas com vacina atrasada

Deixe uma resposta