Sandra Nishimura deixa legado de luta por uma sociedade melhor

Publicado por

Ex-secretária de Assistência Social e ativista de causas sociais, Sandra faleceu nesta quarta-feira em decorrência de um acidente de trânsito

Da Redação

Morreu nesta quarta-feira (16) a assistente social Sandra Regina Nishimura, aos 58 anos, em decorrência de ferimentos causados por um acidente ocorrido no último domingo. O carro que Sandra ocupava com o esposo e um casal de amigos foi atingido por outro, conduzido por um adolescente, na zona Sul de Londrina. Atual chefe de gabinete da vereadora Lenir de Assis, Sandra deixa um legado de luta por uma sociedade mais justa.

O município decretou luto oficial de três dias por seu falecimento. A Câmara de Vereadores emitiu nota de pesar e suspendeu as reuniões públicas previstas para a tarde desta quarta-feira.

Graduada em Serviço Social, com mestrado em Política Social, com enfoque em Economia Solidária, Sandra Nishimura fez diversas especializações: em Democracia Participativa, República e Movimentos Sociais, Poder Público e Investimento para a Assistência Social. Todas com foco na melhoria social que buscava com seu trabalho e ações pessoais.

Foi presidente da Associação de Assistentes Sociais de Londrina em um período em que lutavam pela redemocratização do país. Participou da formação e da primeira direitoria do Sindicato dos Servidores e Servidoras Municipais de Londrina. Em 1987, assumiu cargo público na prefeitura, onde atuou por 35 anos na Assistência Social.

Foi secretária do Idoso, da Mulher e da Assistência Social, no governo de Nedson Micheleti. Também coordenou o Centro de Economia Solidária de Londrina, política pública da qual foi protagonista em Londrina e no Paraná. Foi várias vezes presidenta do Conselho Municipal de Assistência Social.

Chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério de Desenvolvimento Social, no governo Lula, aposentou-se em 2021 e assumiu a chefia de gabinete da vereadora Lenir (PT).

A partir de 2020 Sandra também passou a dedicar parte de seu tempo à criação e organização das ações de Néias-Observatório de Feminicídios Londrina. A entidade divulgou nota de pesar em que cita a ampla luta dela por justiça social.

“Sandra era uma pessoa rara. Trazia, em seu olhar terno, uma imensa disposição para a luta. Ativista em defesa dos direitos sociais das minorias, dos direitos das mulheres, pelo acesso amplo à saúde e à educação. As Néias expressam sua gratidão a Sandra e sua solidariedade irrestrita aos demais amigos e amigas e aos familiares por esta precoce perda. Sua parceria, companheirismo e exemplo de vida ficarão registrados na história de nossa organização.”

Sandra Nishimura, presente!

2 comentários

  1. Uma pessoa linda, do tipo que a gente gostaria que, como as mães (que também era), não morresse jamais! Deixa um tremendo vazio, de alguma forma preenchido pelo seu grande exemplo de exercício da mais pura e plena humanidade. Seguindo os seus passos a manteremos pra sempre viva em nós e na nossa cidade, que tanto precisamos do exercício da mais pura e plena humanidade! Sandra Nishimura, presente!

Deixe uma resposta