Fotojornalista de Londrina integra mostra nacional

Publicado por

Isaac Fontana leva a realidade de Londrina para exposição que reúne profissionais de todo o País

Cecília França

O fotojornalista londrinense Isaac Fontana está entre os profissionais com trabalhos selecionados para a 16ª Mostra Anual de Fotojornalismo da Associação de Repórteres Fotográficos e Cinematográficos no Estado de São Paulo (ARFOC-SP). A abertura da mostra acontece na próxima quinta-feira, dia 24, e há possibilidade de acompanhamento virtual.

Ao menos duas fotos produzidas por Isaac vão ser exibidas na mostra, dentre elas a que abre esta matéria: um registro do incêndio ocorrido no Centro Cultural Kaingang de Londrina, em agosto de 2021. Outra será um registro da pandemia. Para ele, poder levar um pouco da realidade local para o restante do País é motivo de orgulho.

“Acho que conseguir colocar acontecimentos de Londrina em uma mostra jornalística de nível nacional, sendo que a ARFOC-SP é a que tem mais representatividade no Brasil, é meio que um sentimento de dever cumprido. Mostra que venho construindo um trabalho importante, com ética e respeito com as situações registradas”, avalia.

Pessoalmente, Isaac sente no reconhecimento um impulso para dar novos passos na carreira. “Particularmente, é um combustível importantíssimo, já que logo estarei em São Paulo, um grande centro que vai permitir novas possibilidades na minha caminhada”, conclui.

Fotojornalista é ‘garoto da vila’

Isaac Fontana é um grande apoiador do jornalismo independente. Cedeu e produziu inúmeras fotografias para a Rede Lume ao longo dos últimos dois anos. Em entrevista à coluna Bocados de Histórias, assinada por Mariana Guerin, ele falou sobre a inserção no mundo do fotojornalismo – a partir de seu trabalho como office boy no jornal Folha de Londrina – e da realização por poder registrar em imagens esse importante momento da história.

“Estamos vivendo um momento importantíssimo na história, tenho sorte de já estar
incluso no fotojornalismo durante a pandemia para conseguir produzir. O olhar de cada um vem
junto com tudo que já foi vivenciado, visto e absorvido pela pessoa no decorrer de sua vida. Eu, particularmente, vejo que minhas fotos caminham sempre para os mais vulneráveis em meio à pandemia e também buscam fazer críticas e uma reflexão de que tipo de sociedade realmente somos, do quão mesquinhos, insensíveis e egoístas nos revelamos justamente nos momentos em que mais precisaríamos estar remando para o mesmo lado”.

Como acompanhar a mostra

A abertura da 16ª Mostra Anual de Fotojornalismo ARFOC-SP será marcada por uma projeção em via pública, com transmissão ao vivo pelas redes sociais da ARFOC-SP, respeitando as medidas de restrição impostas pela pandemia do coronavírus. A mostra também será exibida em ambiente virtual no site www.arfocsp.org.br , onde estarão expostas todas as fotos, ensaios e vídeos que compõem a mostra.

Este ano foram 786 imagens e 15 vídeos inscritos. A curadoria, feita pela própria diretoria da associação, selecionou 248 fotografias e 9 vídeo reportagens, produzidas ao longo de 2021. As três categorias que compõem a exposição contemplam formatos explorados no fotojornalismo de hoje: individual, ensaio e audiovisual, além das homenagens.

Deixe uma resposta